Arquivo para outubro, 2009

FODEU, ROUBARAM O ENEM!

Posted in Uncategorized on outubro 1, 2009 by Gabriel

Poisé negada, A CASA CAIU!

Algum mano v1d4 l0k4 meteu a mão na prova, que provavelmente vazou de dentro da gráfica, segundo o ministro Fernando Haddad. Ou, menos provável, algum sobrinho rackni caçou ela do banco de dados. A questão é que o meliante quis vender a prova pro ESTADÃO, sei lá porque, e o jornal caguetou (agora sem trema) o mano.

Racknis burlando o Paciência Spider.

Racknis invadindo o Paciência Spider.

Isso causou o adiamento das provas por cerca de 30 ou 45 dias, e deu um alívio para quem tinha deixado pra estudar de última hora, embora estas pessoas deixem pra estudar de última hora NOVAMENTE.

Exame Nacional do Ensino Médio

Exame Nacional do Ensino Médio

Mas muito mais importante do que o adiamento da prova, é o adiamento da publicação das pérolas do ENEM, nas quais os inscritos fazem questão de demonstrar o quão IGNÓBEIS são através das redações. Triste.

Anúncios

Grim Fandango

Posted in Uncategorized on outubro 1, 2009 by Gabriel
Capa do jogo.

Capa do jogo.

Tive meu primeiro contato com esse jogo em meados de 2000 ou 2001, não lembro com certeza, mas não tive contato suficiente com ele, em parte pela minha burrice mas também devido à dificuldade do jogo de um modo geral, principalmente quando se tem 9~10 anos. Grim Fandango foi e é, sem sombra de dúvida um dos melhores jogos que já joguei. Produzido pela LucasArts em 1998, com uma trama simples e envolvente, puzzles difíceis, personagens sólidos, gráficos perfeitos (não só para a época, continuo achando-os sensacionais) e uma ambientação perfeita em termos de trilha sonora. Esses elementos já o tornariam sensacional, porém a sacada maior foi a tradução para português: todos os diálogos do jogo foram traduzidos pela Brasoft, com um leve sotaque espanhol que dá um feeling especial e torna a experiência ainda mais legal, já que o jogo baseia-se na cultura mexicana e asteca.

No jogo, você encarna Manuel Calavera, que procura desvendar e destruir uma teia de corrupção no mundo dos mortos, e ainda partir numa cruzada atrás do amor de sua vida (ou morte?), Meche. Não quero dar muitos spoilers aqui, mas você conhecerá diversas cidades e locais no mundo dos mortos, e seus personagens característicos. Uma faceta interessante do jogo é o fato de que os personagens secundários se tornam cativantes e deixam o jogador com vontade de conhecer não apenas seu papel ali, mas suas verdadeiras pretensões, esta produção realmente merecia um filme. O jogo é muito denso, e o jogador realmente submerge naquele mundo, e torna a aventura de Manny algo pessoal.

Se apenas rasguei elogios até aqui, agora entra o único pecado do jogo: a sua jogabilidade. O jogo peca um pouco nisso, pois ao contrário dos outros jogos do gênero adventure, gênero em qual a interação com objetos e partes do cenário é crucial, os controles são passados para o teclado, isto dificulta em alguns aspectos, pois quando há um objeto ‘usável’, Manny apenas move a cabeça em sua direção ao passar próximo. Isto atrapalha em alguns momentos e pode até contribuir pra uma eventual ‘travada’ em algum local onde haja um item que não foi percebido, ou que mesmo tendo sido percebido, faltou encontrar a ‘posição certa’ para que Manny fizesse uso dele.

Enfim, recomendo este jogo a qualquer um que queira algumas boas horas de diversão proporcionada por um excelente adventure. Principalmente a versão em português, pode ser facilmente encontrada na internet ou mesmo comprada. Grim Fandango é fantástico, denso, criativo, bonito, agradável de se jogar por seus ambientes, e principalmente instigante, pelo teor de dificuldade que Manuel encontra em sua investigação e busca por Mercedes Colomar.

Manuel Calavera, ou Manny.

Manuel Calavera, ou Manny.